5 - DSCF0783

Um thriller em linguagem de roteiro que acompanha seis meses bastante especiais na vida de um adolescente também muito especial no período em que ele sai da grande metrópole para morar uns tempos com o pai numa pequena cidade do interior, enquanto a mãe vai para a Itália com projetos de estudos e trabalho.

O namorado do papai ronca é o romance de estréia de Plinio Camillo que traz o seu olhar de dramaturgo para a narrativa ficcional voltada para um público bastante exigente: os jovens adultos. E é na linguagem deles que o autor faz um recorte na vida desse garoto inteligente, articulado e louco por futebol, o que torna essa narrativa absolutamente contemporânea

Recortes de diálogos via Messenger revelam o modo como Dante se relaciona com os amigos no jogo de aparências tão comuns na adolescência. Já os contatos diários via Skype com a mãe demonstram o quanto ele ainda tem de criança, sentindo falta de seu colo e sua proteção. Na descrição dos personagens o autor lança mão de outra ferramenta bastante moderna: os perfis nas redes sociais.

Ou seja, de forma hábil e sensível, Plinio Camillo trata desse personagem de forma amorosa e com a intimidade de quem conhece a fundo essa fase da vida por si só repleta de sentimentos contraditórios, e nos fala das angústias e descobertas desse garoto numa fase em que ele precisa se adaptar a uma nova cidade, nova casa e novos costumes, tendo ainda que lidar com as saudades que sente da mãe e dos amigos que deixou na metrópole. E tudo numa linguagem quase cinematográfica.

Selecionado pelo CONCURSO DE APOIO A PROJETO DE PRIMEIRA PUBLICAÇÃO DE LIVRO NO ESTADO DE SÃO PAULO de 2011 (ProAC Edital nº 32/2011), com uma narrativa ágil, certeira, sensível, atual e bem-humorada, Plinio Camillo nos brinda com Dante, esse protagonista que nos cativa da primeira à última linha simplesmente por ser um garoto cheio de facetas e contradições, e por isso mesmo, tão parecido como os jovens de 12 anos que conhecemos .

O título, provocativo, nos faz refletir indiretamente sobre a questão homoerótica uma vez que o fato do pai relacionar-se amorosamente com outro homem é o menor dos problemas desse menino que vive tão intensamente cada momento e cada gol.

Sinal que a literatura está viva, e ainda pode nos surpreender com um texto como este, capaz de encantar jovens e adultos com a mesma potência.

Anúncios

2 comentários sobre ““O namorado do papai ronca” – Um olhar por Nanete Neves

Por gentileza: escreva o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s