TERRA – Outras Vozes

Isidoro, boçal fugido, de noite ouvindo os cães:

mete na terra.

 

João, nagô escravo, quando está saudoso:

corre na terra.

 

José, banto, quando sozinho fica:

ouve a terra.

 

Ester, negra velha, sabida de ervas e mandingas:

cheira a terra.

 

Justino, da casa desde pequeno, quando recebe um dengo:

dança na terra.

 

Miriam, negrinha nova, depois da chuva:

brinca com a terra.

 

Manuel, crioulo, depois de apanhar muito:

bate na terra.

 

Mariana, da cozinha, andar fogoso e faceiro, quando disse não:

varada na terra.

 

Nair, prenha do sinhozinho, destemperada:

enfia terra.

 

Placides, escravo faiscador, para saldar a vida:

briga com a terra.

 

Paulina, escrava velha, que quando cachaça bebe:

embala a terra.

 

Sara, a nega do cabelo duro, para não encerrar a conversa:

cospe terra.

 

Zulmira, quando seus filhos são vendidos:

come terra.

Por gentileza: escreva o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s