O namorado do papai ronca

PERFIL

Priscila Guerra Novaes

Data de nascimento: 24.6.

Cidade Atual: Procópio

Cidade Natal: Piracicaba

Gênero: Feminino

Sobre mim: Gosto de passear, andar de bicicleta, descobrir novidades e conversar com todo mundo.

O que emociona: Um dia de sol.

Ídolo ou ídolos: Minha mãe, meu pai e meu tio Ademar.

O que gostaria de dizer: Somos diferentes com direitos iguais.

O que mais? Meu maior desejo é um dia ser advogada, como minha mãe e meu tio.

Atividades e interesses: vôlei e violão.

Uma frase: O que faz a vida tão especial é o fato de que ela nunca se repetirá.”

(Emily Dickinson)

Por que está aqui e não está lá: Lá não sei onde será, mas será…

Anúncios

O namorado do papai ronca

PERFIL 

Dante Neves

Data de nascimento: 26.11

Cidade Atual: Procópio

Cidade Natal: São Paulo

Gênero: Masculino.

Sobre mim: Estou morando com o meu pai em Procópio.

O que emociona: Meu Timão.

Ídolo ou ídolos: Falcão (futsal), Ronaldinho Gaúcho e Joair, o Feiticeiro.

O que gostaria de dizer: Campeão mundial de futebol pela seleção e pelo Timão.

O que mais? Quero ser jogador de futebol do Timão.

Atividades e interesses: Futebol, futsal, futebol de botão e futebol de areia.

Uma frase: “Aqui tem um bando de louco!”

Por que está aqui e não está lá: Minha mãe está estudando fora. Tenho que morar algum tempo com o meu pai.

Informações de contato: http://www.dantefutebol.wordpress.com

O namorado do papai ronca

2 - DSCF0786

Tarde

Andam a cavalo.

Tomam banho de cachoeira.

Caminham por muitas trilhas.

Priscila conduz a charrete com maestria.

Ademar cozinha bem.

Heitor é fera na mímica.

Dante pega as mangas nos galhos mais altos.

Ademar prepara o jantar.

Priscila brinca com os filhos do Flávio.

Dante acompanha Heitor em uma caminhada pela fazenda.

— Você é gay, pai?

— Como?

— Quero saber se você é gay?

— O que é ser gay, filho?

— Pai! Estou perguntando e não quero responder!

— Filho, sou um homem que adora o filho que tem e que ama outro homem.

— Mas então, é gay!

— Não sei. Sou alguém que gosta do que é.

— Não é gay?

— Filho!

— É, ou não é?

— Sem entender o que você quer dizer não sei responder.

— Então tá: gay é aquele que anda rebolando, fala fino e faz coisas como se fosse uma mulher.

— Então eu não sou.

— E que também transa com homem.

— Então eu sou.

— Mas você transou com a minha mãe?

— Sim, querendo, gostando dela.

— É ou não é?

— Imagine se é difícil entender, muito mais é viver. Gostei, amei muito a sua mãe. Fica­mos juntos muito tempo. Ficamos juntos querendo ficar. Um dia deixamos de gostar de ficar juntos.

— Eu sei, sempre dizem isto.

— Então, depois comecei a me perceber. Ouvir a mim mesmo. Nunca quis ser uma mulher ou outra coisa diferente do que sou. Nem sempre tendo focinho de porco, pé de porco, orelha de porco é porco.

— Então o que é?

— Pode ser uma feijoada.

— Então você saiu do armário?

— Nunca estive em um, sou um professor e nem por isto me sinto menor ou menos importante do que um médico. Sou um homem que ama outro homem, e não me sinto menor e nem pior que outro homem qualquer.

— Sei.

— Com todas as dificuldades, com as certezas, estou muito mais feliz, tranquilo. Sei que sua avó não quer falar comigo. Sei que me olham torto, imagino o quanto é difícil para você.

— Mas pai, antes nunca foi! Agora é estranho, meio complicado.

— Imagino.

— Para mim é um problema seu e não meu.

4 - DSCF0784

Noite


Depois do mesmo pesadelo de sempre. Dante fica olhando para o teto

Por que as palavras mágicas não funcionam mais?

Por que é que o leite derrama quando ferve?

Por que estudar filosofia?

Por que minha mãe está longe?

Por que não pode comer na cama?

Por que não pode comer pavê todos os dias?

Por que não pode dormir até mais tarde?

Por que não pode dormir vendo televisão?

Por que não pode ficar na internet mais tempo?

Por que o Ademar não para de fumar?

Por que o meu pai não gosta de futebol?

Por que o meu pai não sabe dirigir?

Por que o sono não vem

Por que os sinos dobram?

Por que os três mosqueteiros eram quatro?

Por que tem azulejo verde?

Por que tem ficado tão irritado com o Ademar?

Por que todo mundo manda nele?

Porque é que as pipocas rebentam?

Porque é que os queijos suíços têm buracos?

Porque minha avó não fala com o meu pai?”

“O namorado do papai ronca” – Degustação

Papo de mãe = livro
Sábado – 25 de setembro

Tarde

— Quem é Priscila

— Uma amiga …

— Que deixou aquele depoimento: “E a gente canta. E a gente dança. E a gente não se cansa. De ser criança. A gente brinca neste infância

Amiga minha …

— Sei !

— Ela é sobrinha do Ademar

— Que Ademar?

— Um amigo do meu pai …

— Um amigo do seu pai? Sei ! Mas quem é esta Priscila?

Dante começa a suar frio. Não sabe o que mais responder.

— Quem é esta Priscila?

— Sobrinha do Ademar …

— Que Ademar?

— O Ademar o namorado do meu pai

— O que?????

— Sobrinha do namorado do meu pai …

— Seu pai uma bicha??

— Para com isto … meu pai não é bicha não …

— Mas está dizendo que ele tem um namorado

— Tem sim e daí?

— Mas se ele não é um bicha e tem namorado. O que é que ele é?

— Ele é o meu pai!

— Mas você nunca contou para a gente.

— Ninguém nunca perguntou …

— Sua mãe sabe?

— Claro …

— Meu deus!!!

— Qual é o problema?

— Seu pai é gay!!

— Não vejo problema …

— Como não?

— Não …

— Ele namora um homem!!!

— Foi um escolha do meu pai.

— Mas ele é gay …

— Milena, meu pai me contou quando eu tinha, mais ou menos seis anos. Ele foi franco comigo Explicou que por namorar um outro homem ele não era um monstro e nem um mutante. Eles querem ser feliz … como todo mundo, né?

— Não mas não é gay …

— Ser gay não é uma doença … ?

— Num sei …

— Não é não …

— Mas ele virou …

— Não vira gay … apenas é …

— Como é?

— Não é fácil … ele toma muito cuidado comigo … acho que tem de medo de me decepcionar … mas o que só quero que ele seja feliz.

— Sei … O que as pessoas acham?

— Tem gente que não diz nada … tem gente que critica … tem gente que apoia …

— E você ?

— Não é um problema meu … quero bem do meu pai!

— Num sei …

— Vamos mudar de assunto …

Mudam e voltam no assunto

Voltam e não mudam de assunto.

Dante quer falar de outras coisas.

Milena quer respostas

— Ele se beijam na sua frente?

— Ele dorme na sua casa?

— Eles andam de mão dadas

— Eles cozinham juntos?

— Quando eles casarem você será o “damo” de honra?

— Quem é a Priscila mesmo?

— Sua mãe namora mulheres?

— Você já beijou algum menino de lá?

— Você já beijou?

Dante quer beijar a Milena.